domingo, 25 de dezembro de 2011

Os Desbravadores

O melhor presente de Natal que poderia ganhar, domingo 25 de Dezembro de 2011 no Jornal e Revista O Globo saiu a primeira divulgação do Highline do Morro dos Cabritos na mídia impressa. Mais do que um grande presente de natal também para minha mãe e minha família toda que não os vejo há mais de dez anos, e para fazer uma pequena correção da matéria. Sou paraense, nascido em Augusto Correa no Pará e não Paraíbano como foi descrito, sem preconceito e como dizem, rsrs _dá quase tudo no mesmo.
 
Bom, para que não viu o jornal, a matéria fala sobre o Highline e Escalada nas áreas do Morro dos Cabritos e Pico Dois Irmãos do Leblon, lugares antes dominado pelo tráfico armado que afastou por muitos anos os escaladores e que agora está sendo desbravada. Aqui no meu blog você pode acompanhar como está sendo a criação deste Novo Setor de Escalada e Highline na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Highline
Por que este esporte fascina e desperta uma admiração capaz levar os Slacker´s de todo mundo a sonharem em um dia ter o privilégio de dar alguns passos além de seus próprios estilos?

O Slackline que dominou o mundo é um esporte com vários estilos e uma filosofia única que se encontra preservada em algumas modalidades onde o equilíbrio e a concentração nos movimentos são essenciais para o domínio de longos metros de fitas em diversos ambientes. Perfeitamente linda e sem obstáculos visíveis é assim a visão de uma fita que um Slacker tem nesta modalidade, o Longline.  A raiz do Slackline que da sustentabilidade em todos os sentidos para um Highliner amante da montanha como eu. Mas quem deseja realizar este sonho tem que trilhar o caminho da montanha, pelo qual será surpreendido com grandes desafios, mas com toda certeza, encantador.
 
Em muitos casos, somente por escalada e muitas vezes em grandes paredes é possível chegar a um Highline e ter o melhor visual, aquele verdadeiramente surpreendente e capaz de alimentar um atleta que se dedica dia e mais dias em buscar de novos grandes desafios e adrenalina.
Em todo caso o que caracteriza um Highline e a altura, uma fita acima de cinco metros de altura é considerada um Highline. E é de extrema importância que a pessoa que queira iniciar esta modalidade tenha conhecimentos plenos de técnicas de escalada e seja perito na hora de escolher os pontos de amarrações que não devem falar em hipótese alguma, além disso, hoje em dia existem equipamentos adequados para esta modalidade. Há inúmeras dicas super importantes que devem ser levada a sério, uma delas é também o companheirismo, assim como na escalada, busque sempre estar acompanhado de uma pessoa mais experiente que possa ajuda-lo a sair de qualquer situação.

Grandes desafios estão por vir, mas agora é o momento do Highline da Base aqui no Morro dos Cabritos. Após quase um ano de conquistas de novas vias de escaladas aqui nesta parede, bem conhecida como face Leste do Cabritos e que fica em meio a Zona Sul. Este point é se não o melhor, com certeza é o mais indicado para quem desejar sentir no pé um verdadeiro Highline, Seja pela beleza e também principalmente pelas suas características de segurança, pois um dos maiores riscos no Highline são as saídas ou chegadas nas bases.
Dando as boas vindas para todos nesta área e fechando um ótimo ano de dedicação a este esporte, o natal deste ano vai ser sempre lembrado por vários motivos, mas principalmente por esse, que foi levar a todos essa linda matéria através da Revista o Globo no Jornal de Domingo dia 25 de Dezembro de 2011. Uma linda foto na capa com o visual incrível de fundo.
Para aqueles que fizeram deste esporte um estilo de vida e que em 2011 compartilharam desta alegria e moção que só o Slackline é capaz de oferecer, humildemente peço ao todo poderoso que nos proporcione tudo novamente em dobro em 2012. Feliz Natal e um ano novo cheio de emoções, saúde e good vibes!!! Gideão Melo
Assista o vídeo no meu canal youtube: http://www.youtube.com/user/basedoscabritos#p/c/C6DAF257844087AF/4/pQI_2mjWnIw



sábado, 24 de dezembro de 2011

Agora ou Nunca


Na ultima semana antes do natal eu me vi diante de mais um desafio incrível. Junto com minha esposa, Stephany Raiol que é super parceira quando o assunto é Slackline.
Todo final de ano o programa do Luciano Huck junta todos os quadros no Caldeirão e realiza “um sonho”, ou melhor dizendo, o sonho de uma família inteira. Mas como todos sabem, para que isso seja possível, em algumas provas a família tem que passar. E em um desses desafios que começa a nossa história. Fomos convidados pela equipe do programa para dar um treinamento no Slackline para o garoto Wendel, no qual inicialmente, se ele conseguisse atravessar a fita do Slackline no quadro Agora ou Nunca ele garantiria o cheque de 50.000,00(cinquenta mil reais).


No primeiro dia gravamos lá no Projac junto com o ator Caio Castro que apresentou o desafio para o Wendel que logo começou a dar os primeiros passos com muita dificuldade. Mas com boas dicas e a nossa experiência neste esporte conseguimos deixar o garoto a vontade tanto no Slackline quanto na frente das câmeras. De uma forma um tanto engraçada e natural o Caio lançou mais um desafio para motivar o rapaz, num calor de mais de 30° e mais de uma hora já gravando no sol, o Caio pegou uma garrafa de água de côco geladinha, a garrafa chegava está suando e escorria gotinhas, e assim a colocou do outro lado da fita como um motivo a mais para que o Wendel conseguisse logo atravessar o Slackline. Com muita descontração em umas duas horas o Wendel chegou do outro lado da fita e era só inicio do treino em que ele viria nos surpreender.


Depois do Projack partimos direto para um hotel fazenda em Paulo de Frontin RJ, aonde todo o restante da família do garoto já estava por alguns dias aguardando a reforma da casa para o quadro Lar Doce Lar. Então no dia seguinte continuamos com o treinamento. A medida que nós fomos aperfeiçoando o desafio valendo 50.000,00 o rapaz continuou nos surpreendendo e pegando tudo de cara. Com isso, junto com a equipe do programa determinamos o desafio que ele teria de superar, para levar o checão para casa ele teria que realizar quatro manobras ao longo do percurso na fita e sem cair.



Tudo certo então, finalizamos o treinamento e retornamos para casa. Aguardamos ansiosamente o dia do tão esperado desafio, e assim fomos convidados pela equipe e a pedido do Wendel que insistiu para que ficássemos em um lugar bem perto do palco para que ele pudesse nos ver e sentir-se um pouco mais seguro.


Assim após algumas apresentações, o ator Caio Castro foi chamado no palco para contar para o apresentador Luciano Huck como seria difícil o desafio do garoto naquele momento. Com muita tensão, finalmente o Wendel pisou na fita para realizar seu grande desafio no Slackline. Aumentando ainda mais a emoção começou a trilha sonora, e foi quando o Luciano anunciou: _É agora ou nunca! E assim ele deu o primeiro passo e partiu para primeira manobra com muito equilíbrio, mas aquela trilha sonora é deixar qualquer um nervoso e naquele momento a única coisa que eu poderia fazer era torcer, mas rapidamente lembrei que havia comentado com o Wendel durante os treinos que o máximo que daria pra fazer seria falar algumas coisas em voz baixa na hora das manobras de maneira que não atrapalhasse e quem ele pudesse escutar, pois com o silencio talvez ouvisse minha voz. Então assim fiz, na primeira manobra que foi deitar na fita, levantar e continuar... A medida que ele ia realizando as manobras, mesmo tenso, alí estava eu falando baixinho _Calma! Agora respira! Isso! Boa muleque! E finalmente o garoto Wendel com sua incrível maneira de impressionar conseguiu dar o ultimo passo com muito equilíbrio e correu para o abraço, comemorando essa grande vitória.



Ver tudo isso de perto foi sensacional! É a terceira vez que encontro com o ator Caio Castro nestas experiências com o Slackline na televisão e fiquei muito grato por ele lembrar de mim durante o programa e dizer ao Luciano Huck que nesta missão eu também tinha sido muito importante. Mas tenho certeza de que a sua própria simplicidade e também as palavras de motivação que pode dizer diretamente no ouvindo do Wendel antes do garoto iniciar essa prova foram de extrema significância para ele conseguir realizar o desafio.


Neste dia, após toda essa tensão, de uma maneira inesquecível, a emoção foi surpreendente ainda mais. Com a apresentação do coral cantando o hino do natal na voz de Mariana Rios, Daniele Wintes e o Daniel Boa Ventura, todo aquele estúdio parecia estar com uma energia e a magia do natal na sincronia perfeita. Foi demais!

Essa experiência e esses momentos vou guardar para toda minha vida. E para vocês com quem tento dividir essa emoção, compartilho algumas fotos que registraram esses momentos: http://xaropinho.multiply.com/photos/album/263
E agora finalmente o Vídeo exibido no programa no dia 24/dez.

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Novas Conquistas - Morro dos Cabritos - Copa

Estamos mais uma vez na reta final de um ano de muitas histórias proporcionadas principalmente pelas escaladas, mais um cíclo de doze meses que chega ao fim, mas as conquistas só estão no início aqui no Morro dos Cabritos. E cada nova rota aberta, uma nova janela de visual se abre para as belezas da Zona Sul como as exuberantes montanhas cartões postais do Rio que podem ser observadas daqui da Face leste aonde estamos abrindo novas vias de escalada. E para galera que pretende repetir essas rotas, aproveitando as lindas tardes na sombra e o horário de verão que também é perfeito para estas escaladas nesta época, na verdade o ano inteiro é bom. Aqui estão dois croquis atualizados e as informações de acesso para estas novas escaladas:


Segunda enfiada da Ovelha Negra - Foto:Adelmo Noite
Para alcançar a base da Mundo Real e as demais vias nesse setor da face leste do Cabritos Copacabana é preciso acessar a Comunidade do Morro dos Cabritos pela escadaria da Rua Santa-Clara ou pela Ladeira dos Tabajaras seguindo para Rua Euclides da Rocha até os acessos a floresta pelo nº 600 e 716 fundos. A trilha se inicia atrás da Quadra do 600(quadra de futebol deste endereço), passando pelo lado direito, superior, do grande bloco onde se localizam os Boulder´s, a trilha transpõe um Rio Seco e segue até encostar na Canaleta d´água que vem desde o número 716 onde é acessada ao lado da última casa. Atualmente há uma grande mangueira tombada onde a canaleta vira para a esquerda e segue para a Heróis dos Cabritos, saindo da canaleta uma trilha não muito visível segue para cima inclinado para direita, dando uma volta, em direção ao Rio Seco. Entre essa referência e outro valão à esquerda suba com atenção pelo colo por uma pequena trilha que inclina para o Rio Seco novamente um pouco mais acima à direita. Ao passar por umas bananeiras e pisar nos blocos de rocha beirando o valão do Rio Seco, de frente para a parede é possível avistar os dois primeiros grampos e uma chapa na terceira proteção, essa é a Via Mundo Real, à esquerda está a Capricórnio que inicia com três grampos e também uma chapa na quarta proteção.Seguindo para a direita, após a Mundo Real, suba um pequeno trecho pelo valão do Rio Seco, ao encostar na parede novamente em uma grande árvore como referência no meio da trilha junto a uma pequena rampa que indica acesso para um grande platô de mato, lá se inicia a via Ovelha Negra que começa com artificial A1 nos primeiros cinco metros, parte negativa da parede. Continuando para a direita, pelo valão até atingir a parte superior de um pequeno bloco de rocha, é possível seguir por uma trilha escorregadia com pontas de ferro encravada no chão que antigamente formavam degraus, neste ponto a trilha segue no colo próximo a parede, passando ao lado de uma barragem de água da chuva, final do Rio Seco, nesta parte da parede há outros projetos de vias que serão atualizadas aqui futuramente. A trilha segue até o Mirante dos Cabritos que é uma grande passarela de concreto que vai até o inicio da parede da Face Norte com visual para Lagoa Rodrigo de Freitas, Pedra da Gávea e o Corcovado.A partir do Mirante se inicia a via Fuga dos Cabritos e o diedro Caminho dos Operários. Abaixo do Mirante existem duas variantes que tem acesso pelo final da Rua Sacopâ, são elas: Atalho dos Cães VI grau (Lance inicial de boulder) e Plano B III grau.
Final da Capricónio -Foto:Felipe Hanower
Novas vias para top-hope também foram abertas no Setor da Passarela. Seguindo pela canaleta até encostar na pedra, aonde essa canaleta forma a passarela e bifurca para os lados. As vias já abertas contam com um pequeno diédro (Caminho da Terra) e uma fenda (Cabritagem) totalmente móvel com grampo no final. Seguindo para a esquerda, bem no mirante da passarela tem mais duas viazinhas de 25m., a (Abre Alas) de III grau e Bailarina III grau também. Essas últimas vias podem ser utilizada para top-hope ou mesmo para acessar a Trilha que vai para o cume do Morro.
Grande Platô P1 da Ovelha Negra - Foto:AdelmoNoite
Boulder, atrás da Quadra do 600 - Foto:Arq.

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Highline do Cabritão

Salve galera! Para vocês que curtem e que pretendem saber mais sobre como funciona os Highlines. Uma das melhores coisas a fazer e se conscientizar sobre a segurança que dever ser utilizada na montagem. Desde o princípio, a melhor coisa a fazer e verificar o local e analizar os riscos minimizando as chances de se machucar. Há sempre um grande risco nos primeiros passos em caso de queda. Depois procure usar equipamentos adequados e de qualidades feitos especialmente para essa finalidade que tem como ponto importante resistir o impacto das quedas, principalmente nos pontos de ancoragens. Com muitas dicas a serem dadas, essas são as principais. Neste vídeo vocês poderão observar que o local escolhido não só foi bem selecionado como também foi um presente da Natureza, num point já conhecido de escalada em boulder no Morro dos Cabritos em Copacabana encontramos umas árvores fortes com uma formação incrível na forma um arco, deixando uma das bases totalmente sem qualquer risco de impacto contra o tronco da mesma. No outro lado, apesar do risco ser menor também, não deixei de prestar o auxilio na saída. Outra dica importante para quem pretende chegar nos verdadeiros Highlines na Montanha aonde a adrenalina é totalmente intensa, a melhor coisa é começar desde já aprender técnicas de amarrações e escalada em rocha. Até breve com mais dicas de segurança.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

SlackPark Campos do Jordão

Este lindo visual fica na Serra, no Alto da  Boa Vista em Campos do Jordão SP. A pousada mais se parece com um bosque, muito verde com lindas araucárias que foram o cenário perfeito para este SlackPark. Dois lindos Highlines para os slacker´s que buscam adrenalina.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Agulhinha do Inhangá, Copacabana.


No dia 22 novembro de 2010 eu conquistei uma linda via que começa bem no colo da montanha, lado oposto à praia de Copacabana. Essa é sem dúvida uma das melhores opções de escaladinha de final de tarde na Zona Sul.
Um ano se passou e somente agora pude divulgar mais informações sobre esta conquista... Essa é apenas uma das opções de acesso ao cume, exitem outras vias bem antigas, vale pesquisar melhor as informações sobre essas escaladas no Guia de Escalada da Zona.

Então finalmente aqui está o croqui, essa face da Agulhinha já era usada para a descida, rapel, e com a abertura desta escalada a grampeação no final da parede foi melhorada para garantir a segurança e também tem serve para ancoragem de uma Linha de Highline que sai do final da Via para o outro lado na floresta. O grau da via ficou como 4° Vsup E2. Porém alguns escaladores que já fizeram esta via disseram ser mais difícil do que parece. Assim sugeriram o grau de "cadena"(guiar a via toda em livre parando só final) como 6°. De qualquer forma ficou ainda mais interessante.
Foto da Raiz na árvore que foi a inspiração do nome da Via: Album facebook


Uma linda montanha que por muitos passa despercebida. Mas para nós escaladores é o point perfeito para o nosso lazer e refúgio naqueles dias de agitação rotineira. Depois da pacificação dos Morros da Zona Sul tudo melhorou, inclusive o acesso a essas escaladas que por muito tempo ficou esquecida. . Neste mesmo ano da conquista, este cume foi o nosso palco para o reveillon em Copacabana, como vocês podem ver nas fotos, foi realmente lindo. Acesse o Facebook - Guardão da Floresta - Agulhinha para ver mais fotos de escalada. 

Agulhinha do Inhangá, Copacabana.

Informações de Acesso!

Uma boa opção agora é pela Ladeira dos Tabajaras no nº 300. Subindo uma escadaria que leva até um terreno baldio que dá acesso ao mato (floresta). Seguindo pela direita, atravessando uma canaleta continua um vestigio de trilha que logo fica nais óbvia, após um pequeno trecho de subida a trilha bifurca para cima e para direita descendo. Siga para cima até meio que avistar o fundo do terreno da última casa a esquerda, nesse ponto a trilha parece ter acabado, mas logo se alcança uma nova trilha que vem deste terreno seguindo para direita. Siga com atenção, pois há um trecho aonde trilha parece desaparecer novamente, neste trecho, ao avistar umas palmeiras grossas continue seguindo para a direita por entre as palmeiras, logo se reencontra a trilha que, descendo um trecho escorregadio, avista-se uma pequena parede e uma gruta, nesta parte já é mais fácil visualizar a trilha por entre as árvores, mas continue seguindo com atenção. 
Chegando num colo onde se inicia uma subida íngreme tem uma trilha que desce até um pequeno mirante, porém está um pouco fechado pelo mato alto e espinhos. A trilha subindo leva até a base da Via Guardião, na face noroeste da Agulhinha. 

Para alcançar o topo mais rápido é preciso descer pela esquerda contornando a parede, passando na base de algumas vias que começam por uma fenda, logo após a base desta via suba por umas contenções e trepa-mato até alcançar uma pequena parede que pode se escalada facilmente, requer conhecimento e equipamentos para escalada, porém não há grampos para ancorar-se, a segurança é feito em árvores e a descida sem corda não é aconselhável. Neste mesmo ponto onde se inicia a subida, tem uma opção de subida reto, é possível ver o grampo, depois deste primeiro lance tem uma saída para a direita onde recomeça a escalada em diedro fácil com uns dois grampos ao longo. É necessário levar equipamentos e corda para rapelar pelo lado oposto dessa subida ou mesmo arriscar uma das vias, inclusive esta Via nova . Na descida, com um rapel é possível retornar ao colo, base da via Guardião, aonde se chegou na Agulha, início da trilha de volta. 

Há uma boa opção de acesso também no final de uma ruazinha que começa quase em frente a Quadra de Samba da Vila Rica, final da Ladeira dos Tabajaras. Essa trilha é bem mais óbvia, só da uma volta maior, e é preciso boa atenção quando chega no alto do Morro para encontrar a entrada da trilha que desce em direção para Agulhinha. O outro caminho, porém bem mais longo, antigamente usado por alguns escaladores e pelo Parque Municipal da Chacrinha, seguindo pela floresta sempre em direção a Agulha beirando a parede do Morro São João, nada óbvio.






sábado, 19 de novembro de 2011

Mundo Real

Escalada no Morro dos Cabritos Copacabana -RJ
Estamos com algumas páginas no facebook das respectivas vias de escalada na Face Leste do Morro dos Cabritos. (https://www.facebook.com/pages/Mundo-Real/185825321448738).
No multiply vc pode ver mais fotos da conquista: (http://xaropinho.multiply.com/photos/album/245/Mundo_Real).
Uma impressionante escalada que corta boa parte da parede e seu final e o ponto culminante do totem. Com um lindo visual esta via promete encantar os novos escaladores que procurarem seguir o seu traçado até o fim. Qualquer informação detalhada sobre as novas vias nesta parede podem ser encaminhadas para o e-mail basedoscabritos@gmail.com
Após o termino das novas vias os croquis foram atualizados, mas ainda não disponiveis. Aqui no link do site da Companhia da Escalada onde foi divulgado as primeiras vias vc pode baixar o croqui parcial e ou da Mundo Real e a Heróis dos Cabritos: (http://bit.ly/tetFcY).



terça-feira, 15 de novembro de 2011

Mulher Samambaia na Corda-Bamba

Em 2010 levamos a Dani Souza, a famosa Mulher Samambaia, junto com sua parceira Raimundinha para montanha. Desafio no Highline para o Programa da Rede Record "Tudo é Possível.
Primeiro ela experimentou o Slackline na praia de Itacoatiara com a Equipe SlackBrasil. Veja o vídeo: (Detalhe, só com seu uniforme de trabalho na matéria: só de biquine).



video

É claro que além de linda ela mostrou toda sua desenvoltura e abilidade até chegar no topo da pequena rocha depois de meia-hora de caminhada semi-pesada no Parque Estadual da Serra da Tiririca em Niterói. Para ver todas as fotos deste trabalho entre na minha página: http://xaropinho.multiply.com/photos/album/259#

E me desculpe quem discordar que, a beleza das mulheres não é também a melhor paisagem para qualquer atleta apreciar, rsrs então não resistir e postei essa foto aqui. Não deixe de visitar a página para ver mais.

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Arquivo X Irmão Menor

Essa rota de escalada no Irmão Menor do Leblon é uma ótima pedida para quem quer alcançar o topo, uma linda linha de escalada que se junta a Via Marizel passando em alguns platôs irados para descanço e a apreciação da paisagem que é sem dúvidas uma das mais maravilhosas do Rio de Janeiro. Nesta escalada, quando eu buscava o cume para atingir o outro lado da montanha para explorar as possibilidades de escalar no Irmão Maior que eu tive essa experiência desagradável com balas traçantes zunindo no ouvindo vindo das operações mal planejada na Rocinha. Agora se inicia um novo período, muita paz para todos. Não vejo a hora de escalar no Maior...
Mais fotos dessa escalada podem ser vistas neste album:
http://xaropinho.multiply.com/photos/album/78/Arquivo_X_

sábado, 12 de novembro de 2011

Da Rocinha ao Vidigal

Do Arpoador ao Leblon, da Lagoa a Gávea. As montanhas que sobressaem nestas paisagens são mais que um belo Cartão Postal para os cariocas! Foi o berço das mais lindas e audaciosas escaladas no Montanhismo Brasileiro. Mas de certo tempo para cá essa área de escalada foi quase que totalmente eximida das opções de rota para os escaladores.

Aventura, medo e adrenalina. Estes fatores que fazem parte da rotina que vicia no esporte deixaram de ser encontrados no desconhecido das grandes escaladas nos Picos Dois Irmãos do Leblon e virar imprevistos frequentes nos acessos a essas montanhas. A incerteza dessas escaladas afastaram os montanhista deste local, por muitos anos alguns se arriscaram, e esses obtiveram experiências indesejáveis. Eu mesmo tive sorte. Em uma das minhas ultimas escaladas no Irmão Menor, quando estava no meio da parede, altura visível da favela da Rocinha, intensificou-se os tiros com som das balas traçantes audível na parede onde eu estava guiando um amigo. Por algum instante fiquei inerte, tempo suficiente para identificar que aqueles tiros não eram em nós como alvo e sim resultados das operações frequentes na favela. Com a pacificação na Rocinha, escalar na grande parede do Irmão Maior que fica bem no fundo desta que é a Maior Favela da América Latina, será como um sonho distante realizado. Por mais que tanto esperado, suou como por acaso essa notícia de pacificação. Torcemos pela Paz! Para o sucesso desta Operação.
http://xaropinho.multiply.com/photos/album/257
"Polícia Militar do Rio de Janeiro confirmou por volta das 07:00 horas de Domingo 13 de Novembro de 2011 a ocupação total da favela da Rocinha, depois de uma operação que começou de madrugada, com o apoio de blindados da Marinha, sem que um único tiro tenha sido disparado." (Atualização)

video









Banff Mountain Film Festival World Tour

Essa batida me agita de uma tal forma como se eu estivesse participando de cada momento de adrenalina dos filmes exibido no Festival. Assista o Vídeo Chamada, muito irado!!! Este ano a Mostra Internacional de Filmes de Montanha será do dia 12 à 14 Novembro, segunda-feira que antecede o feriado. Portanto, sem desculpas para acordar cedo no dia seguinte.



video

Adrenalina, emoção, superação, meio ambiente, tudo isto pode ser visto na11ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha, que acontece de 12 a 14 de novembro, no Cine Odeon Petrobras.

Durante o evento o público vai poder assistir e votar nos filmes nacionais e internacionais, curtir o lançamento do documentário "Caminhos da Mantiqueira", conferir a exposição fotográfica "Mountain Biking 2.8" e votar na melhor foto do concurso fotográfico "Montanhas do Mundo"


Não deixe de ir e participar das atividades da 11ª Mostra Internacional de Filmes de Montanha!
Data: 12 a 14 de novembro Local: Cinema Odeon Petrobras - Praça Cinelândia
Censura: Não recomendado para menores de 10 anos
Confira a programação no site:


Em 2010 a SlackBrasil ganhou o premio de melhor edição com o Documentário que fala sobre a expansão do esporte no Brasil, e eu que estive presente em todas as sessões e fiquei até o finalzinho para acompanhar as premiações fui receber no palco o Troféu Corcovado em nome da Equipe SlackBrasil. Este ano não estaremos participando diretamente do Festival, mas lá no cantinho o nosso lugar na sessão esta garantido. Nada melhor que assistir a bons filmes de esporte de montanha e rever bons amigos nesta data sagrada para os montanhistas de todo Brasil, valeu galera! Até lá! Segue o vídeo da Teaser SlackBrasil. Confiram mais fotos: http://xaropinho.multiply.com/photos/album/258/Banff_2011 
Assista também a TEASER SLACK BRASIL neste vídeo.

video





terça-feira, 8 de novembro de 2011

A Badalada

Badalada é o nome de uma nova rota de escalada no Morro dos Cabritos Copacabana. Uma linda via com gradução e estilo bem convidativo para os escaladores mais experientes, já que se trata de proteções móveis indispensáveis para a segurança do escalador ao longo da Via. O visual é sem comentários, vale da um confere.
http://bit.ly/vVbqN8

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Highline da Base - Morro dos Cabritos - Copacabana-RJ Brasil

Galera, este o visu do Highline da Base. Abaixo vcs podem ver como foi essa primeira travessia, clik para assistir o vídeo.Valeu! Até a próxima!


Finalmente terminei a conquista das rotas de escalada na parede Leste do Morro dos Cabritos em Copacabana e conseguir montar o primeiro Highline. O pico ficou irado, tem um visual incrível do Corcovado e o Pão de Açúcar num plano de 180°. Como da para ver nas fotos, parece que estou flutuando sobre a Zona Sul. Essa estreia foi num dia nublado o que é ótimo por causa do calor, principalmente para o acesso pela escalada, mas o visual fica absurdo mesmo é nos dias de sol. Confira o vídeo com edição do nosso parceiro Adelmo Noite.
video
Este é sem dúvida um ótimo point para quem quer treinar no Highline, pois a base de um dos lados é levemente negativa, o que diminui o Risco de Bater na rocha. Já o outro lado termina faceando com o solo e a vegetação. Isso faz com que o atleta se sinta mais confiante e controle a adrenalina, tendo a sensação de que está em um longline sobre terreno irregular. O que não deixa de transmitir para quem pretende dominar o Highline até o finalzinho da fita a responsabilidade de não cair. Quem anda de Highline sabe, quando não se tem certeza de que pode ir até o final, abraça fita e fica pendurado. Para quem tem interesse em andar em um Highline, o meu conselho é: Treine muito em um longline e o mais importante, para diminuir o risco de vida, aprenda as técnicas de amarrações de escalada, de preferência faça um curso básico de escalada, pois só isso lhe dará autonomia para praticar o esporte com segurança e responsabilidade. O Highline está associado ao Alpinismo, esporte de montanha que lhe deu origem, por isso exige experiência no slackline e boa perícia do praticante. Na maioria das vezes só se pode chegar a um ponto de Highline escalando.
Em breve estarei postando mais informações.

Ovelha Negra

Final da Via Ovelha Negra. Essa rota foi conquistada para que podessemos alcançar o outro lado do Highline da Base, mas se tornou um acesso um tanto cansativo, apesar da proteção melhorada após sua conquista o grau ainda continua interessante, algumas agarras que se quebraram ficou ainda melhor e mais firme para pegar. Posteriormente conquistamos um outro acesso que hj é o mais usado. Essa via foi batizada como Fuga dos Cabritos.
http://bit.ly/sVmnYq

Heróis dos Cabritos

Após ter certeza de que realmente a paz reinava novamente no Morro dos Cabritos, no final de 2010 iniciamos a primeira conquista no Morro que foi batizada como Heróis dos Cabritos.

http://bit.ly/vwHj01

Setor dos Boulder´s

Descobrimos um grande bloc de rocha que ja originou vários boulder inclusive uma via de graduação V9
Assim como este V9 que foi batizado como Cabritão existem tb vários outros mais fácil que são perfeitos para melhororar o condicionamento para entrar nas vias longas do paredão do Morro que chegam a ter mais 200m. de extensão.

http://bit.ly/s4QNG9

Fuga dos Cabritos - Escalada

Nova Via de escalada no extremo da Face Leste do Morro dos Cabritos - Copacabana RJ
http://bit.ly/rq9VLL

Primeira Repetição do Highline da Gávea

http://bit.ly/ub9YjM

Galera, quem quiser da um confere em como foi essa missão há 842 metros de altitude sobre uma fita e muita adrenalina dêem uma olhadinha nas fotos no meu multiply. É só clicar no link, valeu!!!
Vídeo Chamada do Programa Idolos na Rede Record - Hugo na Pedra da Gávea,
http://videos.r7.com/nao-perca-o-idolos-em-abril-na-rede-record/idmedia/8a17c5479b250abdc09a860538c1aa13-1.html

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

TV Gama Filho Slack

A convite da estudante de jornalismo Joyce Chagas, da TV Gama Filho, gravamos uma linda matéria sobre Slackline na Praia de Ipanema. O Rio de Janeiro com essa extensa área de belas praias tem sido o cenário perfeito para essa pratica de esporte que conquista a cada dia novos adeptos.
O mais interessante é que neste dia ventava muito na praia, chegamos a cogitar o adiamento da gravação, mas o sol estava muito convidativo. Daí naquela bela tarde enquanto esticávamos os Slacklines foram chegando mais e mais praticantes com suas fitas que por coincidência, algumas pessoas nós só conhecíamos pela internet. Uma galera boa, como sempre, que acabaram contribuindo bastante com seus depoimentos e experiências vivenciadas nesta prática.
Como resultado desse belo trabalho pela equipe do 6º período de jornalismo mostro pra vocês um pouco da Cultura do Slackline através deste vídeo. video

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Slackline com Caio Castro

No dia 10 Novembro de 2010 eu, Gideão Melo, através da SlackBrasil gravei uma matéria super legal junto com o ator Caio Castro, falando sobre o Slackline para o Programa Estrelas da Rede Globo, a matéria foi exibida na tv no dia 19/02/2011. Este esporte que virou mania em todo Brasil sem dúvidas encanta e fascina. E quem ainda não arriscou se equilibrar e sentir essa sensação de medo e desafio que o Slackline transmite vale a pena fazer um teste. Até a Angélica arriscou seus primeiros passinhos na fita. Confira tudo isso neste vídeo postado aqui no meu blog. Aproveito para fazer a correção aqui do nome da Modalidade citada pelo ator. O correto é Trickline e não Track...
Bom, um desafio foi lançado nesta matéria com o interesse do próprio Caio Castro. Então galera, só para lembrar que já está mais do que hora da gente ir à montanha para cumprir este desafio e fazer este proposto Highline. Afinal já estamos no finalzinho de 2011. Caio cumpre ou não cumpre o desafio de andar no Highline?
video

domingo, 30 de outubro de 2011

Conquista da Via Capricórnio - Face Leste do Morro dos Cabritos – Copacabana – RJ

Seis meses após a nossa primeira Conquista nesta montanha, demos início a essa nova empreita que vou relatar agora e que abrange parcialmente todas as outras Vias e também conta a nossa história aqui na Base dos Cabritos. Essa história se inicia a partir da primeira Via que ficou conhecida como Heróis dos Cabritos, quase 30 anos depois das primeiras escaladas nesta Face, período em que essa área ficou dominada pelo tráfico armado. E que só foi possível o retorno graças à pacificação nos Morros da Zona Sul.
Anteriormente havíamos idealizado uma linha de escalada que passaria ao lado do arco em direção ao totem na parede direita do Morro dos Cabritos. Mas por aparentemente ser uma via mais exigente, com graduação elevada, a primeira conquista nesta parede veio a ser a clássica Mundo Real, que por esses aspectos, saímos conquistando para a direita buscando uma linha mais fácil e depois voltando em diagonal para esquerda, seguindo no meio do totem até o ponto culminante do mesmo que é o final da parede nesta face.

Neste meio tempo, vimos que do totem para o outro lado da parede daria um ótimo Highline, e para alcançar esse outro extremo conquistamos a Via Ovelha Negra, uma linha passando no grande platô pegando a língua negra da parede e cortando a Mundo Real em dois pontos utilizando a mesma proteção.
Após alguns dias, buscando um acesso mais rápido para a montagem do Highline descobrimos uma canaleta no extremo da Face Leste com a Norte, já virando para Lagoa Rodrigo de Freitas. Subimos a primeira vez pela canaleta até um diedrinho, porém neste pequeno trecho de escalada havia algumas cordas velhas e até fiação elétrica amarradas em pontos fixos com vergalhão que provavelmente tenha sido utilizado pelos operários para fazer a passagem para as obras de contenções no alto da montanha e também eventualmente servia de acesso pelos pichadores. Para evitar possíveis acidentes retiramos as cordas. Passamos alguns dias sem retomar as conquistas por falta de proteção para abrir novas vias. Posteriormente com a doação de alguns grampos pelo nosso amigo Gabriel Brasil, escalador e morador da Ladeira dos Tabajaras, realizamos a conquista da Via Fuga dos Cabritos, uma escaladinha que se inicia a partir do Mirante virado para Lagoa.
Deste outro ponto da parede que descobrimos, também podemos observar quão grande e interessante seria o desafio de conquistar uma nova rota passando pelas fendas do totem.
Daí então num finalzinho de tarde do dia 09 de Maio de 2011 resolvemos dar início a Conquista desta via, mas nesta primeira investida só consegui fazer um furo de Cliff para bater o primeiro grampo. Quase um mês depois no dia 01/06 conquistamos a primeira enfiada curta que deve dar um VIIa, bem protegido. Mais um intervalo de quase dois meses se passaram e no dia 05 de Agosto retomamos na terceira enfiada já que a segunda é uma grande rampa que leva até próximo ao arco que é bem visível na parede. Novamente com a falta de grampo, passamos mais um mês sem tocar na via.
No finalzinho do mês, no dia 29/08, desta vez com o Arthur Garcia, Arthur da Urca, iniciamos outra conquista no outro Setor da parede esquerda, próximo a Rua Santa Clara, passando por uns diedros à direita dos tetos das Fissuras Anarquista e Anarquista Socialista... Conquistada mais essa via que foi batizada pelos compassos do sino da Igreja de São Benedito, A Badalada. Negociei umas chapeletas que sobraram desta conquista com meu parceiro e juntando com mais algumas proteções patrocinadas pelos amigos retomei os trabalhos de furação no dia 07 de Setembro quando comecei a bater as chapas.

Por mais duas tardezinhas seguidas, eu e a Stephany novamente, dominamos a terceira enfiada e finalmente o lance que inicialmente parecia intimidador de longe... Após boas proteções originou um quarto grau constante e bem charmoso com um visual incrível.

 No dia 13/09 chegamos na base do totem onde bati a ultima proteção que tínhamos, uma chapa com malhon para rapel, fechando a quarta parada da Via que se tornaria também a P4 da Mundo Real que antes era em um grampo antes do totem. Para alcançar as fendas pegamos uma trilha neste grande platô de mato para direita. Retornamos seis dias depois para limpar melhor a trilha e mesmo sem grampos conquistei a P5 fazendo segurança apenas nas pontas de aço cravados na rocha deixados pelos operários durante as obras de contenções.

Como presente de aniversário atrasado, ganhei três grampos da minha amiga Brigitte, uma escaladora francesa, e no dia seguinte já estávamos novamente na parede protegendo a P5 batendo o ultimo grampo na base da fenda, já escurecendo resolvemos dominar o finalzinho da parede escalando um trecho final exposto fazendo a segurança em uma grande palmeira que cresceu entre o totem e a base da contenção, na terra acumulada ao longo dos anos após a obra. Nesta exploração podemos conhecer outras opções de acesso ao cume sem passar pela difícil fenda. Logo no platô da palmeira, pela divisão do grande bloco que forma a fenda e a parede do totem é possível retornar a Via fazendo um lance fácil de chaminé. Mais adiante pode-se atingir o cume diretamente por uma outra chaminé, mas naquele momento já era noite e a luz baixa das lanternas fracas na escuridão daquele ambiente então desconhecido nos forçou seguir por entre o mato passando ainda em uns blocos de rocha meio que prestes a se desprenderem da parede caso resolvêssemos escalar por eles. Finalmente chegamos ao cume onde já estávamos familiarizados com o lindo visual noturno da maravilhosa Zona Sul. Felizes pela aventura do dia, mas sem comemoração descemos deixando aquela linda abertura na rocha para o ataque final. 
Passados 22dias esperando pelo nosso amigo, Fabio Carneiro, que dispunha de todo seu aparato móvel para conquistarmos a fenda utilizando o máximo de proteções móveis. Finalmente chegara o grande dia da conquista, mas pelo risco grave que a contenção e algumas pontas de ferro ofereceriam para nossa empreitada, planejamos desta vez então seguir pela Fuga dos Cabritos, passando pelo Caminho dos Operários seguindo até o cume para adiantar a conquista e pela alegria da Stephany, minha parceira em todos os outros dias de conquista, que desde que avistou aquela fenda queria fugir dela pela dificuldade que lhe transparecia para o conforto do grau que ela escala. Descemos para base da fenda deixando uma corda de apoio para caso necessário. Entrei na fenda utilizando o apoio da contenção em movimentos de chaminé e protegendo a minha possível queda com duas peças pequena na fenda. Após a contenção a proteção móvel não estava muito confiável devido a uma camada de rocha podre onde escorre a água por entre a fenda. Fiz então uma segurança com um nó de prussik na corda de apoio e puxei a furadeira para bater uma chapa no alto para proteger a virada da fenda, mas a rocha suor oca então tive que subir mais e bater uma chapa um pouco mais acima da virada da fenda que para aumentar a adrenalina possui uma aresta cortante. Resolvi descer para proteger melhor o lance deixando a fenda limpa para escalada em livre e passei a vez para o parceiro que já estava horas impacientemente esperando para provar aquela escaladinha. Assim assumiu a conquista, meu parceiro com todo seu equipo que viria a utilizar para proteger um lance de sexto grauaté o platô aonde termina a fenda. Finalmente conquistamos essa fenda que nos deixou com gostinho de quero mais e quase assombrou minha parceira Stephany, ainda mais depois dos meus gritos “retesa!retesa!retesaaaa! Pedindo para o Fabito retesar mais a corda pois eu estava justamente na viradinha cortante da aresta da fenda onde a graduação em livre está sugerida um VIIb/c.


Com essas seis Vias recém conquistadas, damos as boas vindas aos escaladores! E avisamos que em breve vem mais novidades por aí, mas desta vez com mais apoio, pois os perrengues que pretendemos passar serão restritos aos graus de dificuldade das novas escaladas.